Social Icons

twitterfacebookShalomvaticanorss feedemail

29 de julho de 2011

Desculpa, Amy!


Amy,

Eu não sei onde você está agora, mas quero que esta carta seja um pedido, uma oração e uma prece a Deus por você.

Você não me conheceu e nem eu te conheci, além é claro, do que vi aparecer nos jornais, nas fotos e nas revistas sobre a sua vida. Mentiras e verdades de uma história cheia de especulações; exposição exagerada de uma intimidade devastada. Porém, sei que a sua vida mexeu com a vida de muitos, no entanto, para mim, a sua morte me tocou profundamente.

Mas não estou aqui para te julgar, para jogar pedras nas suas quedas ou para brincar de adivinhar o dia da sua morte, como muitos fizeram. Não sou melhor do que você em nada. Também não estou aqui para investigar a sua morte e tentar descobrir como ela aconteceu, muitos outros já se encarregaram de fazer isso.

Estou aqui para te pedir desculpas, pois você se foi sem saber que enquanto você cantava “Não, não, não..”, Deus dizia ” Sim, sim, sim..” ‘à decisão de te amar até as últimas consequências.  Enquanto você acreditava que não era boa, alguém enxergava o que você tinha de melhor. Enquanto você se jogava no abismo, Ele esperava uma oportunidade pra te segurar. Deus corria contra o tempo, mas parou na tua liberdade.  E mesmo que você tenha tomado a decisão de se afundar, livremente, ainda sim, preciso te pedir desculpas, pois talvez ninguém tenha te contado que existia uma vida muito melhor perto Dele e uma canção muito melhor do que aquela que a sua vida cantava.

Tínhamos a mesma idade, mas eu tive uma oportunidade que você não teve, mesmo que você tenha tido a oportunidade de ser muito mais famosa e infinitamente mais rica do que eu. Eu tive a chance de conhecer o Amor de Deus, não precisei das drogas para preencher meu vazio, essa é a nossa única diferença, a oportunidade que eu tive e agarrei.

Longe das piadas de péssimo gosto e das especulações impiedosas, me uno a dor do coração de Deus e daqueles que te amavam de verdade. Posso pedir que Deus te faça ouvir, onde quer que você esteja, a canção do amor Dele por você. 

A música do amor de Deus nunca vai deixar de tocar, mesmo que um dia a sua música, Amy, pare de vender. A música do Amor de Deus nunca vai deixar de tocar, mesmo que ninguém a cante, que ninguém a ouça, ela nunca vai deixar de existir. 

E eu peço a Deus a graça de cantá-la mais forte com a minha vida, para que outros, como você, consigam ouvi-la a tempo...

5 comentários:

  1. Ela tinha tudo menos o que ela mais precisava...

    fabianoaqueiroz.net

    ResponderExcluir
  2. O texto ficou otimo Denise. Parabens! É, a música de Deus nunca para de tocar mesmo que nós não queiramos escutar. Uno-me a vc e todos que desejam esta mesma graça, de não deixar nem de escutar nem de cantar o som do coração de Deus e que Ele nos ensine, humildemente, a tocar e mudar tanto os nossos quantos os outros corações que necessitam de sua presença e de sua canção... Assim seja! Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Por mais que a vida nos deixe pasmos com o mundo, o pior é deixar-se levar por ele, pois é olhando para Deus que mudaremos a visão de tantos que infelizmente não encontraram a verdadeira Paz.

    ResponderExcluir
  4. Imensa verdade a que você escreveu no meio de tanta confusão em torno do assunto. Seu blog está cada vez mais lindo e discernido, parabéns e obrigada por tudo. :D

    ResponderExcluir
  5. Que bonito texto, também senti mto a morte dela, que bom que acreditamos em um Deus de misericórdia. Ele com certeza a recebeu em seus braços.

    ResponderExcluir

- Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade de seus autores e as consequências derivadas deles podem ser passíveis de sanções legais.
- O usuário que incluir em suas mensagens algum comentário que viole o regulamento será eliminado e inabilitado para voltar a comentar.