Postagens

“Às vezes, em nossas vidas, os óculos para ver a Jesus são as lágrimas.” (Papa Francisco)

Imagem
Hoje percebi uma claridade diferente. Uma série de imagens borradas ganharam nitidez e tons. Parece que várias portas se abriram de uma vez só, deixando a casa mais arejada, sensação de ter mais espaço do que havia antes...Uma experiência nova com a dor.
Hoje a dor veio como essa luz, que traz clareza ao escuro, mesmo na noite da alma. Hoje, ela veio luminosa, como aquele feixe que alcança os cantos, desempoeirando o esquecido. Hoje, ela veio como a clareza do que é certo, veio apresentando a limpidez do cristal, abrindo vias como rios, trazendo à tona o que realmente importa.
Ah, essa dor que bagunça e arruma! Que tem a força de limpar o coração. De purificar, de provar, de forjar escolhas e reescolhas, atitudes e decisões. Dor que move, desinstala e interpela. Que muda tudo em um segundo, que fere e cura, que põe fim ao interminável, que inicia o que parecia não ter começo. Dor que abre um tempo novo.Dor que enseja recomeços.
Nem sempre a dor vem assim. Bela e clara. Nem sempre o cor…

Que tal um novo sonho?

Imagem
É preciso deixar as janelas abertas. O sol iluminar. O vento arejar.Quantos sonhos empoeirados e abafados em um passado não tão distante assim! É que se deixamos, a vida nos põe no automático e perdemos a capacidade de nos impressionar.Custa não ceder à acomodação e custa mais ainda sair de suas mãos. Terrível é a prisão sem grades da zona de conforto, ela assalta nossa coragem de arriscar.
O concreto dos dias duros não pode pesar mais do que nossas forças, porque elas se renovam quando Deus está conosco. Os anos de caminhada nunca são suficientes o bastante para provarmos de todo o amor que Ele tem. O amor traz sempre novidade, nunca é monótono ou sem surpresas. Mas parece que perdemos, às vezes, o brilho nos olhos....Aquele encantamento e aquela esperança que trouxemos conosco durante boa parte do caminho. Será que se perderam nos nossos medos?
Qual a última vez que você realmente acreditou? Quando arriscou? E qual o sonho pelo qual lutou até fim? Deus nos criou para coisas grandes. E…

Qual a parte que falta?

Imagem
Essa é a pergunta do momento. Uma reflexão muito bem-vinda e apropriada. Essa sensação constante de que falta algo, essa sombra de tantos desejos que cresce na nossa alma, literalmente, tem mania de nos assombrar.  Se por um lado o que falta nos move à procura, também nos faz entrar em um ritmo constante de sempre querermos algo mais. Nos tira da inércia, mas nos lança no abismo do insaciável.
E vamos procurando nas coisas, nas pessoas e em situações a parte que falta. E vamos procurando nas afinidades, nos gostos, nas emoções. E procuramos no trabalho dos sonhos, nos relacionamentos perfeitos e na família que decidimos que queremos ter. E essa sensação de incompletude ainda insiste em permanecer.
A impaciência de não conseguir achar o que falta, parece até ofuscar o que já foi encontrado. Uma visão um pouco injusta com relação aos pedaços que já se encaixaram em nós. A falta parece afugentar a gratidão. Vivemos pelo que nos falta ou por aquilo que já temos?  A mania de procurar demai…

Feliz Novo! Bem-vinda, Vontade de Deus!

Imagem

A Ternura venceu o mundo.

Imagem

Tempo de Espera

Imagem